21 março, 2011

Meus versos

Busquei você em meus cadernos
Procurei te entender em tantos livros
Tentei te contar nos meus versos
Mas não há palavras

Não há nada que me diga um pouco de você.
Quanto mais eu queria, mais você me confundia
Mais me deixava preso a você
Assim eu então me perdia


Você estava escondida nos meus versos
Visitava diversas vezes durante o dia
Meus pensamentos que não eram mais
Tão somente meus

A cada nota não ouvida
A cada palavra então mentida
Eu 'inda louco me apaixonava
Por alguém que eu não sabia

E me entregava
Ao mesmo tempo me perdia.
Eu com um emaranhado de sentimentos
De sensações não vividas

Você estava nos meus versos
Era você a minha eterna poesia
Me embebia em seu segredos
Novo amor e falsa agonia

Já era tarde, o pior acontecera,
Estava então embriagada pelo desejo
Tragada pelas ondas de seu cabelo
Envolvida em suas aliteradas rimas

Te levava
Em meus mais belos devaneios
Sentia aquela sensação
Eximia e dilacerante..

E fiquei daqui
Te procurando em meus cadernos
Escrevi você em meus versos
Pra embranquecer as minhas rimas.



Moimiechiego e Alex..

Nenhum comentário:

Postar um comentário